programa > Mobiliza, Notícias, Programas > Eleição legislativa pós-saída de tropas dos EUA no Iraque é tema do Mobiliza desta terça-feira

Eleição legislativa pós-saída de tropas dos EUA no Iraque é tema do Mobiliza desta terça-feira

Os iraquianos desafiaram a violência para participar, na última quarta-feira, das primeiras eleições legislativas desde a saída das tropas estadunidenses do país. Pelo clima de tensão vivido no país do Oriente Médio, o pleito democrático pode ser o estopim de uma guerra civil. O Iraque vive há meses uma escalada de violência entre seguidores das correntes do islamismo, xiitas e sunitas. O clima de tensão tem provocado uma série de atentados e massacres, que se intensificaram com a proximidade das eleições.

A segurança foi reforçada em Bagdá, capital do país, para garantir a votação do novo parlamento iraquiano. A eleição é vista como um referendo sobre o primeiro-ministro Nuri Al-Maliki, que busca o terceiro mandato. Ele pertence a maioria xiita e é acusado de acentuar as divisões sectárias no país, perseguindo os sunitas. Há cerca de um ano um grupo sunita, ligado à rede Al Qaeda, lidera uma ofensiva que se aproxima cada vez mais de Bagdá. Milicianos xiitas, frequentemente ligados às forças de segurança, se vingam em comunidades sunitas. Mais de 2 mil pessoas já morreram somente neste ano. Essa é a quarta eleição desde a invasão do Iraque pelos Estados Unidos, mas a primeira desde que as tropas estadunidenses anunciaram a saída, em 2011. A ocupação dos norte-americanos começou em 2003, com a acusação de que haveriam armas de destruição em massa no Iraque. Com esse pretexto, depuseram, prenderam e, por fim, condenaram à morte o presidente iraquiano à época, Saddam Husseim. As tais armas químicas nunca foram encontradas pela missão da ONU nem pelos invasores.

Analistas dizem que nenhum partido conseguirá maioria no parlamento, o que dificultará a formação de um novo governo. Os resultados finais do pleito não devem ser divulgados antes de meados de maio, segundo a alta comissão eleitoral iraquiana. Em meio a esse processo de eleições, a possibilidade de uma nova guerra civil e até de separação do país são alguns dos pontos discutidos no Mobiliza Internacional desta terça-feira, 6 de maio, às 23h30, com a participação de: Silvia Ferabolli, doutora em Política e Estudos Internacionais e professora de Relações Internacionais da Uniritter; Sérgio Tutikian, diplomata e embaixador aposentado com atuação no Oriente Médio, consultor da Faculdade de Relações Internacionais da ESPM-Sul; e Silvio Machado, doutor em História e também professor de Relações Internacionais da Uniritter.

O Mobiliza é apresentado por Thaís Baldasso e tem produção de João Brites e Lucas Guarnieri. A coordenação de jornalismo é de Andréa Martins e Luiz Olea. A atração pode ser conferida em horário alternativo aos sábados, às 14h.



Interações

Poste seu comentário, envie seu vídeo!
Nos ajude a contar histórias mais completas somando o seus conteúdos aos nossos.
Para saber como enviar seu vídeo, [clique aqui].





Copyright © 2009 TVE. All rights reserved.
Designed by Theme Junkie. Powered by WordPress.