Início > Programa Nação > Nação | Saiba Mais – Museu de Percurso do Negro Parte 2

Nação | Saiba Mais – Museu de Percurso do Negro Parte 2

Da Esquina Democrática ao Bará do Mercado

Veja aqui:

>> Os embalos de sexta à noite na Esquina Democrática
>> “Pé na África”, videoclip com Mano Délcio e os B-boys do Grupo Pégasus (1991)
>> Cartazes antigos de festas black
>> A tradição do Bará do Mercado
>> Assista ao programa na íntegra

Os embalos de sexta à noite na Esquina Democrática

Toda sexta-feira depois das seis da tarde a Esquina Democrática no centro da capital gaúcha virava território negro. Um grande e festivo encontro de jovens que começou nos anos 70. Hoje a esquina é um dos pontos do Museu do Percurso do Negro em Porto Alegre. No segundo bloco do programa Nação exibido em 12 de junho de 2015 sobre o museu, o antropólogo Iosvaldyr Bittencourt e o secretário do IACOREQ e antigo frequentador, Ubirajara Toledo contam mais sobre esta história(assista o programa na íntegra).
Nós mostramos também algumas imagens e depoimentos de frequentadores da Esquina Democrática gravados em 1991. Este material faz parte do documentário “Pé na Àfrica” produzido por estudantes de jornalismo da Famecos-PUC/RS. Agora aqui no site quem viveu aquela época vai poder matar um pouquinho a saudade e ver na íntegra as entrevistas e um videoclip feito especialmente para o documentário com os b-boys do Grupo Pégasus e música cantada por Mano Délcio, um dos famosos djs que junto com Gê Powers, Jara e outros fizeram história.

 

“Pé na África”, videoclip com Mano Délcio e os B-boys do Grupo Pégasus (1991)

Voz: Mano Délcio/ B-Boys: Grupo Pégasus/ Letra e música: Paulo Arenhardt

 

Cartazes antigos de festas black

Clique na imagem e veja vários cartazes e panfletos antigos de festas black na capital gaúcha. Este material faz parte da tese de mestrado do antropólogo Iosvaldyr Bittencourt,“Relógios da Noite: uma Antropologia da Territorialidade e da Identidade Negra em Porto Alegre”- UFRGS/1995.

A tradição do Bará do Mercado

Imagem Documentário -A tradição do Bará

O documentário “Os Caminhos Invisíveis do Negro em Porto Alegre – A Tradição do Bará do Mercado” traz os relatos de 7 religiosos de matriz africana sobre o fundamento afro-religioso chamado a A tradição do Bará do Mercado Público, a partir dos percursos e experiências urbanas de Babalorixás, Ialorixás, tamboreiros e outros praticantes de religiões afro-brasileiras na cidade de Porto Alegre. O vídeo é parte de um projeto de divulgação e promoção do Patrimônio Imaterial da cultura brasileira, expresso na manifestação concreta dos rituais e práticas realizados pelos religiosos de matriz africana no interior e arredores do Mercado Público. Conforme essa tradição , no centro do Mercado , no meio da encruzilhada que o funda, está “assentado” o orixá do Bará – entidade responsável pela abertura dos caminhos e pela fartura. Uma tradição que remonta o Mercado como um espaço de reconhecimento e revindicação da população afrodescendente e da cultura negra da cidade de Porto Alegre. O documentário “A Tradição do Bará do Mercado” de Ana Luiza Carvalho da Rocha foi lançado em 2007 faz parte do projeto “Os Caminhos do Negro em Porto Alegre”. Assista aqui ao documentário na íntegra.

 

Assista aqui ao programa na íntegra




Interações

Poste seu comentário, envie seu vídeo!
Nos ajude a contar histórias mais completas somando o seus conteúdos aos nossos.
Para saber como enviar seu vídeo, [clique aqui].





Copyright © 2009 TVE. All rights reserved.
Designed by Theme Junkie. Powered by WordPress.